FÉLIX CHAVES
TUDO VALE A PENA, SE A ALMA NÃO É PEQUENA
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

INDIFERENÇA.
    Ouça esses versos que fiz.
    São tristes feitos a ti,
    Saidos de lábios que recusas, mas não diz,
    do seu sentimento, guardado para si.

    Lábios sedentos de desejos,
    ignorados pela tua indiferença,
    desconhecendo a ardência de meus beijos,
    dessa alma ansiosa pela tua presença.

    Como podes deixar
    um amor assim?
    Solitário, desprezado a naufragar?
    O mar da desilusão, se apodera de mim.

    Não entendo essa sua indiferença.
    Se almas já se juntaram,
    não mates a esperança
    de bocas, mãos, abraços se apertarem.

     Não enterres esse amor,
     no cemitério dos esquecidos,
     dos desiludidos.
Felix Chaves
Enviado por Felix Chaves em 10/01/2018
Alterado em 10/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras