FÉLIX CHAVES
TUDO VALE A PENA, SE A ALMA NÃO É PEQUENA
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

PERUCABA.
  
  Sempre me perguntava a razão  desse nome tão exótico. Será que era indígena? Quem sabe alguma pronúncia   errada   que   gerou tal nome, e    foi perpetuadas por gerações?  Mas veja só  que nome esquisito : PERUCABA.  
    Então nas minhas conversas com os contadores de Causos, descobri.
   Vamos então as informações.
    Existe na cidade em que passei minha Infância, um parte do Rio Itacaiunas, que forma uma pequena cachoeira na época das cheias. É um local bastante estreito do leito do rio, de modo que a água  adquire uma velocidade maior que o normal, além de que possui bastante pedras, que perigosamente ficam amostras.
   Nesse período a população ribeirinha costumava usar o rio como meio de estrada fluvial, para trazer os produtos das vazantes para comercializar na cidade.
  Zé Pretinho, era um dos ribeirinhos, costumava trazer a canoa lotada de frutas, verduras, galinhas e outras coisas mais, que desse para comercializar na feira.
   Sempre fazia as viagens sem contratempo nenhum.
    Certa vez, dia de feira, canoa já lotada, sua mulher gritou:
     ___leva também  esse Peru pra vender, tá gordo vai dar um bom dinheiro.
      ____levo o quê  mulher, esse bicho dar azar, essa embarcação tá muito cheia.
      ____deixe de bestagem homem. É um dinheirinho a mais.
       ____sei não, então vamos lá, bicho feio.
     E partiu, canoa lambendo os beiços de água.
     Chegou no dito trecho. A canoa com o peso e a correnteza forte, bate nas pedras, racha o casco e la se vai Zé Pretinho naufragando. Trecho razo e estreito, fica jogando as mercadorias em direção a margem.
      Lá de longe, um bêbado deitado  na sombra de uma árvore começou a gritar:
      ____ei, pega o PERU também CABRA.  Ei, o Peru vai morrer, pega o PERU CABRA.
        Encheu tanto o saco de Zé, que largou a Mercadoria , pegou um cipó de Murici Brabo , e deu uma sova no bebum.
         Daí pra frente o local ficou conhecido como PERUCABA.
Felix Chaves
Enviado por Felix Chaves em 25/10/2017
Alterado em 27/10/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras